terça-feira, julho 17, 2007

Junho e Julho Culturais ...mas pouco

Cinema
Ruptura - fraco
Zodiac - fraco
Alatriste - fraco
Querida Wendy - como pode ser do mesmo realizador d'"a Festa"? Apesar de tudo o melhor do mês. Era difícil...
Die Hard 4.0 - fraco, é um género há muito moribundo
Transformers - fraco, idem

Exposições
Museu Berardo - aconselha-se a leitura do livro de História de Arte de H.W. Janson, ou o de G. Argan. São muito completos e interessantes para se compreender as obras menores que o museu Berardo tem... Não deve faltar um grande nome... haverá algum grande quadro?

Música
Mayra Andrade - a MINHA grande REVELAÇÃO musical do ano... já tinha o album e achava bastante interessante. Mas em concerto transcende-se... muito bonita e com grande presença. Uma voz excepcional. Grande futuro!!!
Músicos do Nilo - muito sentido ritmico, grande empatia com o público. Bom.
Sally Nyolo - talvez a mais fraca do Festival de África. Faltou algo... na minha opinião.
Baab Maal - Muito ritmo e energia. Grande adesão do público. Surpresa agradável.
Tinariewen - Um caso complicado. Sofreram da falta da vocalista, mas têm ritmo, estilo, e qualidade...

Sem comentários: