segunda-feira, março 31, 2008

Sr. de Jesus

Parece mais uma daquelas mentiras de dia 1 de Abril mas a verdade é que a partir de hoje o blog Nem vale a pena dizer mais nada passa a contar com mais um associado o... Sr. de Jesus.

Taxista na capital francesa há mais de dois anos e vindo directamente do desemprego em Bismula este trintão e solteirão tem vindo a promover mais Portugal junto dos estrangeiros que o ICEP nos últimos dez anos.

Conhecido pelo seu temperamento irascível quando acorda, é também verdade que uma boa pinga do Sabugal consegue sempre meter-lhe um sorriso na cara e uma condução mais confiante - segundo palavras do próprio.

O seu objectivo com estas crónicas mais do que tudo é provar que a comunidade taxista em França é algo mais transcendente do que é habitualmente vinculado por alguma comunicação social e pela generalidade da opinião pública. Assim, com estas crónicas do Sr. de Jesus conheceremos por dentro a vida cultural e social que o levaram a ser já apelidado como o novo galã do 75.

Amante de futebol e sobretudo não esquecendo o seu amor pelo Creteil, clube onde desde pequenino ambicionou um dia jogar, não serão surpreendentes algumas referências à mística que este clube transporta e como os recentes resultados lhe moldam as segundas-feira de manhã.

O Sr. de Jesus vai procurar provar com a sua colaboração de três meses que cliché, estereótipo e lugar-comum podem fazer muito sentido para alguns mas não na sua pessoa... porque ele é acima de tudo... o Senhor de Jesus!


1 comentário:

Pierrot le Fou disse...

Por falar em taxistas...
Um baterista de Jazz meu amigo (português), que nos anos 70 viveu em Paris, chegando a participar em discos de nomes conhecidos..., disse-me um dia "...epá eu conheço bem Paris e digo-te que em França os taxistas ou os agricultores são pessoas mais cultas que qualquer um dos nossos políticos, até mesmo do Presidente da República Portuguesa..."
(e isto não foi dito no 1º de Abril).
Abraço e boa continuação no blog.