domingo, abril 13, 2008

O fim da politica em portugal?

Porque parece que nada se aproveita em Portugal...

PS
Numa coisa PSD e PS são iguaizinhos: os seus especialistas de aparelho, que conhecem as técnicas todas, mostram uma imaginação sem limites para “ganhar” eleições. No PS da Guarda veio agora saber-se que entre 400 novos militantes, várias dezenas moram na Associação de Dadores de Sangue da Guarda e os que não moram lá, moram na sede do PS de Celorico da Beira, que deve ser local muito aconchegado. A não ser que se trate de um takover do PS da Guarda por um grupo de vampiros que até agora dormia sossegado numa caverna na serra da Estrela, é muito socialista dador de sangue, com tanto empenho que vive de tubo posto e até manda a correspondência para a cama da Associação. Estas maravilhas de inscrição de militantes envolvem outro militante que têm também o perfil habitual: militante do distrito - funcionário da sede do PS – assessor do Grupo Parlamentar – assessor de Sócrates, que, questionado, responde não comentar porque são “questões internas” do PS. Tudo perfeito. Onde é que eu já vi isto? in Abrupto

PSD
O que é que leva um partido como o PSD a considerar como matéria de iniciativa pública, com envolvimento parlamentar, o facto de a RTP ter feito uma encomenda em 2007 a uma produtora externa (o que é uma prática habitual de todas as televisões) de um programa sobre bairros sociais e de essa empresa ter encomendado um trabalho a uma jornalista profissional do Diário de Notícias que já tinha escrito sobre a matéria e tinha experiência de televisão? Não se percebe qual a razão de interesse público para um partido levantar a questão. Produtoras externas na televisão pública quando “deveria ter optado por um profissional da casa”? Esta foi a explicação de recuo, por quem pelos vistos nunca vê a RTP, que floresce de produtoras externas. Nunca viram os Gatos Fedorentos das Produções Fictícias? A Contra-Informação da Mandala? Tudo coisas em que se “deveria ter optado por um profissional da casa”?
Mas a “razão” percebe-se quando se está atento às palavras. Diz Branquinho: “Trata-se de uma decisão escandalosa, pornográfica até.”. Diz Rui Gomes da Silva no Congresso do PSD da Madeira que “questionou as competências profissionais da jornalista e levantou suspeitas sobre eventuais relacionamentos pessoais que terão favorecido a escolha.” (sublinhados meus)
Eu sei a “razão” e é a pior. A jornalista em causa é tida como próxima do primeiro-ministro, o tipo de matérias que floresce como bolor nas conversinhas que referi acima, entre o machismo e a maledicência. Só isso. Não há nada de interesse público no caso. Apenas uma política que voa muito, muito baixo. E é assim que se mata um partido. in Abrupto

PCP
O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, aconselhou hoje prudência no julgamento dos incidentes que se têm registado no Tibete, afirmando que a violência dos últimos dias tem como "objectivo político comprometer os Jogos Olímpicos" na China.
À margem da inauguração de uma exposição sobre os cinco anos da guerra do Iraque, em Lisboa, o líder comunista afirmou ser necessário "não haver precipitação no julgamento dos factos" face a "notícias contraditórias". "Sempre defendemos o diálogo, o respeito pelo direito internacional, designadamente o Tibete como parte integrante da China. Está cada vez mais claro que estes incidentes têm como objectivo político comprometer os Jogos Olímpicos", defendeu o líder comunista.
O Governo de Pequim diz que os motins de Lassa fizeram 13 mortos e 325 feridos. O Governo tibetano no exílio alega que a repressão policial dos protestos, maioritariamente pacíficos, provocou pelo menos 99 mortos, a maioria em Lhasa. in Público

CDS/PP
ou Paulo Portas?

Bloco Esquerda
O Partido Socialista Revolucionário (PSR) foi extinto, de acordo com um acórdão do Tribunal Constitucional (TC)publicado esta terça-feira em Diário da República, noticia a agência Lusa. Segundo o acórdão, deu entrada no TC a 18 de Dezembro de 2007 a acta do XVI congresso do PSR, da qual consta a aprovação por unanimidade da respectiva dissolução.
A decisão de transformar o PSR em associação política foi tomada em Congresso a 12 de Dezembro de 2004, mas só agora foi formalmente apresentada ao TC. Neste Congresso, o PSR explica as razões que levaram à sua extinção como partido: «O grau de identificação do PSR com a orientação e direcção do Bloco reduz os factores autónomos de auto-referência. Existe assim uma pressão dissolvente que é inegável. Com raras excepções a militância que existe é a que se transferiu para o Bloco».
O PSR «morre» como partido depois de 35 anos de vida, já que surgiu em 1973 a partir da Liga Comunista Internacional, de inspiração trotsquista. Em 1999, o PSR formou com a UDP e a Política XXI o Bloco de Esquerda. in Portugal diário

1 comentário:

Bodhisattva disse...

PS e PSD:

cheios de gentinha que sabem perfeitamente como se mexer dentro de uma máquina partidária mas depois de ganharem os ditos órgãos, passa a reinar o vazio político.
Chegaram à politica deslumbrados com as histórias de "putas e vinho verde" da parte de quem já lá estava. A parte bem sucedida da geração que mostrou o rabinho a Manuela Ferreira Leite.
Quanto às suas posturas enquanto partido:
PS - está a abafar bem qualquer oposição interna que possa existir, contudo, não deixa de ser perigoso e acho que Sócrates está a cavar uma sepultura sem se aperceber... Abafar oposição, não é boa prática porque quando ela ganha força... (pode ser que me engane e se estou realmente enganado, antevejo um futuro muito triste para Portugal)

PSD - a anedota do momento, um senhor que tirou medicina e especialidade em pediatria e NUNCA EXERCEU não devia estar na politica... um senhor que se recusou a trabalhar com crianças para estar na politica...
um senhor que chora em frente às cameras em "prime-time" porque o acusam de umas viagens...
A oposição que tem feito é quase ridícula... Houve quem depositasse alguma esperança nele por ser um homem do norte... Há muito que este senhor estava perfilado na minha cabeça. Um básico. Um puto, que desde sempre tentou ter guerrinhas com um senhor da outra margem do rio. (E aqui deixo algo para o exmo. leitor pensar: este senhor é o responsável pelo declínio do reinado do Padrinho do futebol português... e para isso não precisou de entrar no mundo do futebol... apenas retirar-lhe a influência em certos pontos...)
Para o PSD aponto uma esperança, tal como foi a selecção de sub-21 nas mãos de Queirós, como são actualmente Cristiano, Nani, Djaló e Patricio, aparece um advogado que já abandonou a politica e foi trabalhar (coisa que muitos da máquina nunca fizeram) e agora está de regresso: Pedro Passos Coelho.
Se eu conseguir, tentarei arranjar alguns dos documentos redigidos por ele enquanto presidente da JSD.

CDS/PP (ou Paulo portas)
Culpa do próprio partido ter deixado o homem ser o partido... tenho pena que assim seja, fazendo deles uns autênticos mercenários para maiorias.

Bloco de Esquerda
As promessas de quem não tem de responder perante uma União Europeia fazem a delicia dos jovens ainda com borbulhas que quando crescem e se apercebem que não há almoços grátis rapidamente mudam o "sou do bloco" para um "sou de esquerda... porque não é todo o pobre que pode comer caviar mas aquela merda é boa pra' car@&%#"

PCP
Talvez um dia tenham um líder que diga alguma coisa actual e com algum sentido.

É triste... tudo isto e muito mais têm repercussões tão mas tão graves... Valerá a pena??

Deixo aqui uma frase que pensei no outro dia: "Adorava fazer politica, mas as pessoas nunca vão deixar de cuspir para o chão"