quarta-feira, maio 07, 2008

Observatório da Emigração é instituído hoje pelo Governo e ISCTE

A análise dos fluxos migratórios, das comunidades portuguesas e a história da emigração portuguesa são os principais objectivos do Observatório da Emigração, instituição que é hoje instituída numa parceria da Secretaria de Estado das Comunidades e do ISCTE.

A iniciativa pretende dar resposta a várias questões, nomeadamente quantos portugueses existem no estrangeiro e quais os motivos que os levaram a sair de Portugal.

Apesar de Portugal ser um país tradicionalmente de emigração, a realidade dos portugueses que saem à procura de trabalho no estrangeiro nunca foi alvo de uma investigação sistemática oficial sobre esta realidade. O Governo estima que existam 5,5 milhões de emigrantes portugueses.

Existe já um Observatório da Imigração (que dá atenção aos fenómenos relativos aos estrangeiros que se instalam em Portugal), que funciona no âmbito do Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI).

O secretário de Estado das Comunidades, António Braga, e o presidente do ISCTE, Luís Reto, assinam o protocolo em cerimónia a realizar no Ministério dos Negócios Estrangeiros.

in PÚBLICO, 7 V 2008

... mais uma excelente noticia, na senda de anteriores, que prova que este governo tem realmente uma politica pensada para a emigração e imigração. Algo fundamental na actual sociedade globalizada e de diferentes fluxos migratórios.

Sem comentários: