quinta-feira, junho 12, 2008

o Euro por cá

Grupo B

Croácia – Alemanha 2-1
Antes de mais o problema não era os jogos serem às 18h… eram os executantes porque o jogo de Portugal e Alemanha foram bastante bons… parece que a França perde uma desculpa…
Boa entrada das duas equipas… futebol croata mais técnico que alemão e com boas movimentações, mas atenção que esta Alemanha também não é tão dura de rins como antigamente. Ficou por dar um amarelo a Klose aos 20 por ter rematado à baliza depois do fora de jogo. Dois minutos depois um belo golo croata de Srna ao segundo poste. Confesso que pelo que vi na primeira parte tenho talvez mais receio dos croatas do que dos alemães…Aos 29, por exemplo, outro ataque muito perigoso dos croatas que pôs a nu as lacunas defensivas alemãs. Curiosamente foi sobretudo do lado do experiente Lahm que as oportunidades se seguiram. Aos 32 um remate violentíssimo de Balack e no seguimento da jogada o perigo rondou a baliza croata por duas vezes. Aos 41 mais uma jogada brilhante com uma troca de bola dentro da área alemã. Klose voltou a mandar a bola para fora depois do apito e nada enquanto Simunic apanhou amarelo aos 44 por essa razão. Discutível. Infelizmente a minha recente adversidade obriga-me a uma troca de pensos que por vezes ocorre nesta hora… perdi quase toda a segunda parte e só apanhei os minutos de descontos com a pressão intensa dos alemães sobretudo após a expulsão. Conclusão: Parece que talvez tenhamos um outro candidato… esta Croácia promete… e na Alemanha os seus jogadores parecem perder facilmente a cabeça se o jogo não lhes começar a sair.


Áustria – Polónia 1-1
A vitória da Croácia contra a Alemanha tornou este jogo mais apetecível pois a haver um vencedor este pode sonhar em deixar a equipa germânica pelo caminho. A Polónia claro que levava vantagem pois tinha uma equipa com jogadores mais experientes e mais evoluídos tecnicamente. Boruc, o guarda-redes polaco, e o capitão austríaco destacaram-se no início do jogo. A Áustria procurou tomar a iniciativa do jogo mas os lances maior perigo só chegavam em bolas paradas, ou numa falha defensiva escandalosa dos polacos aos 10 minutos. Aos 12 e aos 15 min, lances claros para golo dos austríacos e em ambos grandes defesas de Boruc. Parecia que estávamos encaminhados para um jogo em tudo semelhante ao da outra organizadora… onde a ineficácia foi o seu calcanhar de Aquiles. Outro aspecto que ficou também patente é que a Polónia a jogar “fora” não é a mesma equipa que venceu Portugal e que ganhou o grupo de apuramento. E realmente após 30 minutos em que só deu Áustria Saganowski, o do Guimarães, e companheiros puderam celebrar o primeiro golo. Injusto? No futebol como diz o povo: quem não marca… arrisca-se a sofrer. E continuou assim até ao intervalo… investidas austríacas sem concretização. A segunda parte começa com um penalty por marcar contra a Polónia… é sabido que os árbitros ingleses permitem muito os contactos…Depois disso seguiram-se vários contra-ataques muito perigosos da Polónia. A partir dos 60 minutos a Áustria quebrou fisicamente e os polacos começaram a aproveita-lo testando sucessivamente o guarda-redes austríaco em remates cada vez mais perigosos. A ultima meia hora deu muito coração da Áustria e pouco futebol no terreno… até que aos 93… penalty e finalmente o golo merecido por Vastic…

Sem comentários: