segunda-feira, fevereiro 09, 2009

futebolada

Pedro Proença não fez jus ao seu antigo cartão de sócio do Benfica e menos ainda ao estatuto de membro de restrito grupo de árbitros portugueses de elite. Castigou o francês Yebda com um penálti falso como Judas (foi ludibriado por Lisandro) e que permitiu ao FC Porto empatar o clássico do Dragão (1-1) e manter-se na frente do campeonato. Um prémio demasiado alto para uma equipa portista em crise de identidade e com escassez de jogo, frente a um Benfica que chegou a ter uma facilidade insultante para controlar muitas fases do jogo.

Os ecrãs gigantes do Dragão mostraram durante todo o encontro um símbolo do Benfica demasiado pequeno e desproporcionado. Uma provocação escusada e que não teve correspondência no que se passou no campo.

in Público, 08 Fev 2009

obs: não tenho memória recente de tal roubo... deve ser de me chamar Jesus...

1 comentário:

Anónimo disse...

Antes de mais digo desde já que sou sportinguista, acompanhei o jogo do dragão pela internet (atdhe.net), enquanto via o meu Sporting a levar um banho de bola em Alvalade (mas isso são outras conversas, Paulo Bento já tás a mais).
Só decidi escrever aqui qualquer coisa, devido ao fato de tratar-se de um jornalista ingles a relatar o jogo do Dragão, e por várias pessoas criticarem o profissionalismo do jornalista do jornal o Público que escreveu a crónica ao jogo, e que tem sido referenciada em diversos blogs nacionais.
Como os 2 jogos estavam a dar simultaneamente nas televisões, em relação ao jogo do Dragão, ouvia os comentários, e depois desviava o olhar para o pc para ver as repetições.
No "tal" penalty sobre o lucho, ele não fez referencia a nada. Nada mesmo. Em inglaterra deve ser um lance normal, e os jogadores n se atiram deliberadamente para o chão. Por isso é que o Ronaldo está melhor jogador.
No do Lisandro, o comentário foi este: " there's absolutily not real contact"
No amarelo do Katsouranis (que só vi a repetição porque ouviu-se um riso do jornalista) : "Beautifull simulation, taking the yellow card off his direct opponent"
Eles (jornalistas ingleses) pagos para comentar estes jogos tristes e falsos do campeonato português, (e não falo só deste) devem ser uns tristes da vida, por estarem no patamar mais baixo da sua carreira profissional.
Só digo mais uma coisa, peçam pra despedir também esse comentador inglês, que com certeza também não percebe nada de bola.

Sporting e Benfica no campeonato Espanhol já, Lucho fora do Porto, porque não merece estar no clube que está.