sexta-feira, março 13, 2009

eles não aprendem nada de nada

Lá saiu a habitual lista dos mais ricos, da revista Forbes. A deste ano traz uma novidade nacional: nos mil mais ricos do Mundo, comparando com a lista de 2008, saiu Belmiro e entrou Berardo. Ora acontece que, este ano, eu também mereço entrar numa lista: "Lista dos que deixaram de ser tansos e já não acreditam em tudo os que os especialistas de finanças dizem". Já fui crente, mas isso foi A.C. (Antes da Crise). Agora, quando vejo especialistas dizer que Berardo é mais rico do que Belmiro, compreendo que uma revista do capital social não está longe de uma revista do social. Esta entrevista famosos que são famosos porque são entrevistados e aquela faz contas com um calculadora que ignora números e só tem leves impressões. O director da Forbes julga ter lábia para me enrolar numa discussão sobre finanças, mas eu não deixo. Lembro: o essencial das finanças é a relação entre o deve e o haver. Pergunto ao director da Forbes: preferia ter o que tem Belmiro ou o que tem Berardo? Peço desculpa pela particularização da conversa, mas ela ilustra o essencial da crise: trataram os números como magia. E, como se vê pela lista da Forbes, insistem.

Ferreira Fernandes in DN, 13 março 09

Sem comentários: