terça-feira, março 03, 2009

um pouco mais de céu

aqui.

e eu podia sentar-me
ali.
algures no espaço fofo de uma nuvem
que faz do frio
um abraço meigo.

um pouco mais de céu
aqui.

e eu recordo a viagem
eterna.
constante.
um cá-lá-cá-lá com um ano de distância.
que parece já perdido no passado.

um pouco mais de céu
aqui.

e ele não era meu.
era teu.
e dele.
e dela.
ela que gosta de o ver. de adormecer a contar as nuvens que escondem
as estrelas.
que contávamos à distância
de uma viagem. de um ano.
de um céu. só um pouco mais de céu.

Sem comentários: