sábado, maio 30, 2009

três. três momentos. três momentos distintos.

1.
se isto é um jazigo aberto pelas dores das pessoas
se é uma podre gangrena feita de memórias
dolorosamente recordadas entre copos de meio-da-noite.
com aquelas palavras de cá. perto. e de lá. longe. sobre os momentos julgados
indescritíveis.
momentos com um novo significado.
é um momento duro. onde o pesar é a palavra mais dura.
e onde a tua palavra pode ser o momento mais doce.
guarda memória. guarda recordação. guarda dentro de ti.
um pouco dela.


2.
eu que enterrado até aos pés,
de pernas para o ar,
procuro um palco
por onde andar. onde me apresentar.
a quem trouxer a última pá.
a quem trouxer um último fôlego.
um último sufoco
antes de.


3.
a insónia.
o verbo dormir no presente do condicional do joão pestana.
uma brincadeira de crianças num sono de gente velha.

Sem comentários: