quarta-feira, julho 08, 2009

por entre as grades

Fecham os portões em volta. Metálicos. Castanhos. Imóveis. Incondicionalmente obrigatórios. Procuram fechar algo mais do que pessoas. As pessoas que não se fecham entre quatro paredes. As pessoas que não se fecham. Mas saltam, espremem-se, encolhem-se, passam. Furtivas. Feitas snippers do dia-a-dia. O que se fecha por detrás daquelas portas, grades, barras são os desejos, sonhos e ambições daqueles que pensam que não há espaço para haver espaços abertos. O que se fecha por detrás daquelas portas é o nosso mundo ao lá de fora. Fecha-se o portão em volta da universidade mas fecha-se sobretudo a universidade ao mundo. Que o mundo há muito que passou por ali.

Sem comentários: