quarta-feira, agosto 26, 2009

os passadores

se eu vivesse num mundo meu haveria passadores de poesia em cada esquina. deambulariam perdidos nas ruas da cidade com uma quarta de poema na mão. gulosa e viciante, a poesia. de todos os lados surgiriam poetas feitos profissionais do roubo de palavras a outros. todos ansiosos por ler algo. leve ou dura, clássica ou contemporânea, musical ou verso popular haveria para todos os gostos. uma quarta de poema. em todos eles apenas uma palavra comum, tu.

1 comentário:

black disse...

gosto.