quinta-feira, novembro 05, 2009

13 frases de Otto Lara de Resende


Escritor e jornalista, o mineiro de São João Del Rey, Otto Lara Resende (1922 - 1992) ficou conhecido pelo seu poder de síntese na criação de frases imortais. Nelson Rodrigues (1912 - 1980), frasista incomparável, chegou uma vez a sugerir que alguém seguisse Otto 24 horas por dia para anotar as frases que ele fosse deixando pelo caminho. O próprio Nelson se dizia disposto a realizar esta tarefa para depois abastecer uma "Loja de Frases". Na verdade, Otto passou a ser uma fixação para Nelson Rodrigues que o "homenageou" com o título "Bonitinha mas ordinária ou Otto Lara Resende".
Juntamente com os amigos Fernando Sabino, Hélio Pellegrino e Paulo Mendes Campos formou o grupo conhecido como os quatro mineiros do apocalipse que marcou a cultura e literatura nacional, inventando um jeito mineiro, mas também carioca de ser.
Bem, achei que seria uma boa ideia relembrar algumas dessas frases definitivas de um escritor que faz falta nos dias de hoje.


1. Há em mim um velho que não sou eu.
2. A Europa é uma burrice aparelhada de museus.
3. Tenho para mim que sei, como todos os brasileiros, os três primeiros minutos de qualquer assunto.
4. Sou um falante que ama o silêncio.
5. Deus é humorista.
6. Ultimamente, passaram-se muitos anos.
7. Sou um sobrevivente sob os escombros de valores mortos.
8. Texto de jornal é estação de trem depois que o trem passou. Deixou de ter interesse.
9. A morte é noturna. À noite, todos os doentes agonizam.
10. Leio muito à noite. Só não sou inteiramente uma besta porque sofro de insónia.
11.  Sou autor de muitos originais e de nenhuma originalidade.
12. A morte é, de tudo na vida, a única coisa absolutamente insubordinável.
13. Escrever é de amargar.

via Mundo de K

Sem comentários: