terça-feira, dezembro 01, 2009

poemas da vida

assim, no primeiro dia deste Dezembro frio, começa uma homenagem a todos os que nestes quase quatro anos me acompanharam o blog.
assim, em cada dia um poema...
assim...um poema, letra de música, prosa, cartaz, grito de guerra, excerto de filme. algo de poesia. mesmo que não o seja realmente. algo especial. na vida dos que também são especiais para mim. por estarem desse lado. comigo começa... com parte dos meus princípios...

Princípios

Podíamos saber um pouco mais
da morte. Mas não seria isso que nos faria
ter vontade de morrer mais
depressa.


Podíamos saber um pouco mais
da vida. Talvez não precisássemos de viver
tanto, quando só o que é preciso é saber
que temos de viver.


Podíamos saber um pouco mais
do amor. Mas não seria isso que nos faria deixar
de amar ao saber exactamente o que é o amor, ou
amar mais ainda ao descobrir que, mesmo assim, nada
sabemos do amor.

Nuno Júdice
nos meus olhos

1 comentário:

Coccinella disse...

Eh pah que lindo...