terça-feira, janeiro 19, 2010

mudanças

não encontro o momento onde me tornei mais pedra. mas sei que ele existe.
e os meus risos de criança são menos risos. mais sorrisos.
e assim sei que o tempo passa. e segue o seu caminho.
envelhecido.

Sem comentários: