terça-feira, fevereiro 09, 2010

sounds of rebirth

como musicar as tuas últimas palavras? uma questão. a ecoar toda a manhã. entre quatro paredes vazias. paredes vazias. onde antes se encaixavam fotografias, desenhos, polaróides, e pinturas que um a um te oferecemos. numas pardas paredes sem graça.

a manhã virou tarde. fresca. com alguns salpicos à mistura. nos ouvidos uns phones que se faziam envelhecidos a cada minuto. era sons de outros que agora ouvia. procurando o que poderiam ser as notas certas. perfeitas. para ilustrar aquelas letras.

a tarde virou noite. é sempre assim. irreversível. e eu sentado num dos braços do sofá a ouvir o tic-tac. cigarro aceso no cinzeiro. eu que nem fumo. apaixonado pela dança quente do fumo daquele cigarro.

só então percebi. a música esteve lá o tempo todo. nos teus passos. no teu riso. nas notas dos outros que nos ofereces todas as manhãs. porque tu és uma doce cantilena pela manhã.

parabéns!

1 comentário:

Mariana disse...

e hoje de manhã somo mais um, sempre ao som de uma bela melodia. Obrigada =)