domingo, março 21, 2010

ainda em choque

já passaram quatro horas e não há forma de recuperar. duas conclusões: isto é mau e bach é sempre bom. ou seja um conselho a custo zero: se não sabes dar intensidade dramática numa peça polvilha-a com bach. resulta sempre. um último apontamento, esta peça tem cerca de 2h20 e tal a mais do que devia... garanto que três a cinco minutos davam perfeitamente para ver os pormenores interessantes e bem conseguidos da peça.

Sem comentários: