sábado, maio 08, 2010

estar lá

é um estado de demência
o de não saber onde começa e acaba
a cabeça.
é um pescoço sem fim
que chega em cada mexer de ombros.
ondulante o cabelo que cai pesado
no casaco velho.
é um estado de demência
este
onde encontro aquelas últimas palavras por dizer.
é um estado de demência sem loucura.
é um estado de ausência.

Sem comentários: