quinta-feira, maio 06, 2010

tal e qual como no cinema

o filme chegou ao fim.

e agora
tenho mesmo que despir o fato de actor.
contudo não consigo.
oiço ainda o motor velho do carro
a acompanhar-me a cada degrau rasgado pernas fora.
enquanto tu arrancas sem sair do lugar.
sei que quero fechar a porta
na cara desses olhos lindos que me cegam
o coração. 
mas não consigo.
quero um adeus à antiga 
com perna levantada e olhos fechados.
tal e qual como no cinema.
quero ser um lumière
em filme a cores.

quero ser um final feliz
tal e qual como no cinema.

Sem comentários: