segunda-feira, julho 05, 2010

o mundial por aqui (alemanha-argentina)

só digo isto: 4-0
minto. também confesso que estou simplesmente rendido. de resto ele diz tudo em O melhor de ontem não jogou

Lembram-se dos prognósticos sobre quem seria o melhor futebolista deste Mundial 2010: Cristiano, Messi, Rooney, Kaká ou Torres? Pois... O melhor é fazer prognósticos depois dos jogos e falar de um só jogo: quem foi melhor jogador do Alemanha-Argentina de ontem? Não tenho dúvidas: o alemão Kevin-Prince Boateng, conhecido mais por Prince, nome que traz escrito nas costas da sua camisola. Vai-lhe bem o nome: tirando ser título, que pode ser só acaso, "príncipe" quer dizer "o mais notável em mérito". Há dicionários até que lhe emprestam a equiparação a "divindade". Prince, nascido em Berlim há 23 anos, foi absolutamente decisivo no jogo de ontem, o mais importante da Alemanha na cavalgada para a final e, talvez, a vitória final... Alguém que me vigia o texto por cima do ombro sopra-me com ar misericordioso: "Eh pá, esse Boateng, o Prince, não jogou ontem, nem podia, ele joga na selecção do Gana. O irmão, Jérôme Boateng, é que jogou pela Alemanha..." E eu não sei?! Estou a falar de Prince e mantenho: esse que arrumou o tornozelo de Ballack, há umas semanas em jogo do campeonato inglês e permitiu que a selecção alemã substituísse a sua estrela dos últimos dez anos. Esta Alemanha gira à volta de Lahm, Schweinsteiger, Khedira, Klose, Ozil, Müller e não do velho capitão, e porta-se muito melhor. Graças, como eu dizia, ao decisivo Prince.

Ferreira Fernandes in DN 04 VII 10

Sem comentários: