segunda-feira, julho 05, 2010

o mundial por aqui (oitavos)

Holanda - Eslováquia (2-1)
Os paises-baixos entraram melhor na fase mata-mata, sobretudo porque surgiu Robben. Ausente nos primeiros jogos por lesão, o seu regresso é um reforço de "inverno" de grande qualidade e se a Holanda já estava bem, melhor ficou. O jogo foi todo num sentido e apenas a margem mínima no score surpreende.

Brasil - Chile (3-0)
Os chilenos vinham fazendo grandes jogos, mesmo apesar da derrota com os espanhóis, mas nesta partida não tiveram qualquer hipóteses perante uns brasileiros muito concentrados. Robtinho mostrou-se ao melhor nível e até Luís Fabiano mostrou-se. O Chile abandona o mundial de cabeça erguida.

Paraguai - Japão (0-0 e 5-3ap)
Que jogo tão confrangedor para uns oitavos duma grande prova. Os japoneses apresentaram-se organizados defensivamente mas no ataque... ui ui, que é mais difícil, enquanto os sul-americanos iam pressionando mas q.b. Resultado? Só em penaltys se acabou o sofrimento. Deu Paraguai.

Espanha -  Portugal (1-0)
Podia escrever um post só sobre este jogo... mas nem vale a pena. Os espanhóis que foram durante muito tempo os meus favoritos começam a provocar-me um raivinha. Neste jogo viram pela primeira vez um amarelo, mas conseguiram expulsar mais um jogador com uma simulação, além disso em caso de dúvida rende sempre para os nuestros hermanos, e há fora de jogo no golo- Coincidências? Quanto ao jogo jogado, basta dizer que o nosso treinador era o sr. Queirós. Sim, o tal sr. 3,6 milhões que ainda não ganhou a uma única selecção do top50 do mundo. E que os espanhóis jogam muito pior do que há dois anos mas chega e sobra para humilhar esta equipa.

Sem comentários: