segunda-feira, julho 05, 2010

o mundial por aqui (quartos)

Holanda - Brasil (2-1)
Jogo grande, expectativa enorme e uma surpresa? Acho que não, sinceramente. O Brasil entrou melhor mas sentiu a primeira reviravolta do mundial. E como? Com mais um golo a partir de uma falha defensiva, sendo auto-golo ou não, é mais um momento marcante e significativo da sorte que tem bafejados os europeus. Quanto ao resto o (mau) génio de Filipe Melo fez o resto. A Holanda segue em frente a jogar q.b. mas a eliminar adversários poderosos e a ganhar confiança de jogo para jogo...

Uruguai - Gana (1-1 e 4-2 ap)
Dizem que o crime não compensa. Mas se é possível fazê-lo, porque não? Suárez tinha sido a figura do jogo anterior e voltou a ser a deste, quando as suas lágrimas viraram risos. 11 míseros metros separaram África de fazer história, mas como sempre este é um continente maldito. Falhar um penalty no último minuto do jogo é de filme de série B, ou então é apenas a triste história do Gana. Num jogo rápido mas por vezes mal jogado, valeu o prolongamento com o jogo rasgado, partido e com lances de perigo em cada baliza. E agora? O Uruguai vai jogar contra a Holanda com várias ausências e sobretudo vem dum jogo com prolongamento e da sua pior exibição. Apostas?

Paraguai - Espanha (0-1)
Arbitragem de péssimo nível, e se serve de alguma coisa foi má em todos os aspectos. Dualidade de critérios, excessivas paragens de jogo, penalties por marcar e mal marcados. Um acumular doentio de erros, e com clara vantagem para os espanhóis. Se a história reflectisse a verdade desportiva confesso que pensaria como seria uma Espanha com este Torres apagado e um Villa que deveria estar ausente desde a agressão que protagonizou... Ganharam mais uma vez e jogando um pouco melhor, mas eu já não me revejo nesta equipa. Que saudades de há dois anos...

Sem comentários: