sábado, setembro 11, 2010

Malditos fundamentalistas

O pastor de uma minúscula congregação evangélica da Florida decidiu marcar para o dia 11 de Setembro uma queima do Corão, evocando saudosos tempos idos e emulando o hábito salutar de queimar bandeiras mantido por muitos manifestantes anti-americanos por esse mundo fora. Felizmente, toda a gente, de Hillary Clinton aos representantes das mais importantes religiões dos E. U. A., já disse o que tem de ser dito sobre a questão. O pastor, contudo, na sua teimosia de saloio fundamentalista (de bigode ridículo, como o de muitos outros saloios fundamentalistas), persiste na demanda insana, atirando mais uma acha para a fogueira das relações entre a América e o mundo islâmico. Valha-nos (Alá?) que existe alguém como Jon Stewart para colocar a questão da única maneira passível de ser colocada. Brilhante, como sempre:

The Daily Show With Jon StewartMon - Thurs 11p / 10c
Weekend at Burnies
www.thedailyshow.com
Daily Show Full EpisodesPolitical HumorTea Party

Entretanto, o pastor viu a luz, na forma de alguns agentes do FBI e de uma chamada de Robert Gates, o Secretário de Defesa norte-americano. Nada como a velha e boa persuasão federal americana. Aleluia!
Adenda: e não é que ele ameaça voltar atrás com a decisão? Quando a loucura se torna realmente perigosa…

Sem comentários: