terça-feira, outubro 19, 2010

histórias de amor XXIV

Terá todo este silêncio alguma razão de ser? – perguntava-se. Talvez nunca encontrasse a resposta. Ou talvez insistisse na pergunta errada. Ou talvez… Talvez um dia aqueles jantares silenciosos o magoassem menos. Talvez.

Sem comentários: