sábado, outubro 23, 2010

hoje

estou assim a atirar para o vazio.
estou a modos que a zeros.
estou uma nulidade feita de ausências.

porque hoje não vai mesmo dar.
deixa-me apenas ficar com o silêncio
e leva daqui para fora as tuas músicas preferidas.

só isso.
só hoje.

Sem comentários: