domingo, outubro 31, 2010

[se...]

espero há demasiado tempo por uma mensagem tua. e não pode continuar assim este jogo, em que eu faço que não te vejo na rua, em que tu não ouves os meus passos nas escadas, em que nós que vivemos outras vidas. se disseres que não tens mais saldo no telefone, eu salto da cama e carrego o teu coração de beijos. se garantires que não vês futuro, eu pego no chapéu da mary poppins e limpo as nuvens do nosso caminho. se prometeres pensar nisso, eu pinto o meu chão da cor dos morangos que comes no verão. se tudo for um sonho, eu morro um pouco mais por dentro. se... se eu soubesse escrever, nem que fosse uma fala do teu guião, diria: afinal és tu o meu amor!

Sem comentários: