sexta-feira, janeiro 07, 2011

na passagem da efeméride

o poeta é um guardador

o poeta é um guardador

guarda a diferença
guarda da indiferença

no incerto
guarda a certeza da voz.


Ana Hatherly, in Um Calculador de Improbabilidades
 
...e desde há cinco anos que guardo as diferenças e as indiferenças. os poemas e as prosas. as notícias e os recortes. as pinturas e as fotografias. os vídeos, a música e tudo o que não se define mais. em cinco anos muita coisa mudou, e muita coisa ficou: a minha escrita e os meus interesses. os meus medos - cavaco também era candidato -, e os meus amores - benfica lutava pelo título? e mantive o amor à palavra e à imagem. e sobrou um mundo que não pára e que procuro prender para sempre no que guardo aqui. cinco anos não é muito, nem pouco. são mais de mil e seiscentos posts. mais de vinte mil visitas. foram dias e noites aqui, e outros assumidamente ausente. hoje, no seu quinto aniversário, confesso que este blog é já uma parte indissociável de mim. e sobre isso acho mesmo que nem vale a pena dizer mais nada...

Sem comentários: