quinta-feira, março 10, 2011

ele há dias

ele há dias em que as palavras permanecem mudas, quietas e sem sentido. 
ele há dias em que nem a empregada as varre da estante nem o pai almoça.

Sem comentários: