sábado, março 12, 2011

esclarecimento "público"

perante o receio que creio que se apoderou de alguns amigos sobre a minha pessoa, gostaria de esclarecer e reiterar que não sou reaccionário nem sou um velho num corpo de jovem. simplesmente era contra o ridículo de juntar numa só manifestação tão diferentes e até opostos protestos. eu desço todos os anos esta mesma avenida da liberdade no 25 de abril e tenho todos os anos o mesmo prazer, espero sempre ansiosamente por esse dia, porque gosto de lutar por essa vitória no passado. porque tenho orgulho nela.

pelo contrário, sou contra os hipócritas políticos que se aproveitaram dum pequeno movimento e tornaram-no em algo que não era. não assistimos a nada semelhante ao egipto nem à líbia, mas viu-se algo bonito. algo que juntou muitas pessoas. e isso é bom, e isso mostra que a democracia está viva. infelizmente, custa entender a muitos que também a vinda do papa e o benfica campeão juntou pessoas, ou seja até é normal as pessoas reunirem-se em dias especiais. 

a triste verdade é que se só estivessem ali as pessoas que são realmente jovens precários, não teríamos um sexto delas, porque os precários ficaram a trabalhar ou não têm de todo condições para se deslocar a lisboa. as grandes bolsas de pobreza e dificuldades não estão entre os que brincam às revoltas mas sim nos que nem acesso à internet têm. que havia muita gente neste protesto que está a passar mal, claro. que poderiam estar melhor, claro. que grande parte das vezes - e limito-me ao que ouvi nos diferentes directos -, as pessoas só pediam um contrato, com um bom montante e muitas certezas, também é inegável.

não endoideci nem me tornei reaccionário... até garanto que se fizerem manifestações todos os dias, se cada um sair da sua comfort zone, e sentir que há um ideal comum e não apenas interesses individuais, estarei na primeira fila. só assim... porque ir para a rua a um sábado à tarde durante duas horas e meias para o "social" não chega para me deitar de consciência descansada todos os dias.

Sem comentários: