terça-feira, setembro 06, 2011

é apenas um longo segundo de setembro

em que oiço a guitarra calada.
em que abro a janela e vejo um carro
ao longe.
em que fecho os olhos e sinto a aragem
dócil, serena e fria
como este curto setembro.

Sem comentários: