domingo, dezembro 18, 2011

Partida


Cesária Évora (1941-2011)

Nota: Vi-a apenas uma vez. Paris. 2007. A sala não tinha o calor que ela esperava e parecia mesmo que iria ser um concerto morno. Nada disso. Cesária Évora aqueceu o público francês e eu fiquei um pouco mais deslumbrado.

Nota 2: E agora? Quem se segue? Eu adoro a Mayra Andrade. Já a vi três vezes e verei muitas mais. Lura e Sara Tavares (cada uma no seu estilo) também são fortes hipóteses. Pode parecer ridículo este exercício do Público, eu digo que não. Não acho que Amália Rodrigues seja a melhor voz portuguesa da história, todavia marcou uma época e abriu caminho a outros. Escolher uma voz que marque um país é, sobretudo, uma janela que se abre sobre culturas mais ou menos desconhecidas.

Sem comentários: