quarta-feira, agosto 15, 2012

Profecia Maia?

Foi o próprio que marcou essa diferença: se há um ano estávamos a entrar na grande depressão, como mostrou a realidade que contradisse as previsões, este ano estamos a começar o percurso da retoma. Pedro Passos Coelho nunca usou a palavra, foi até bastante cauteloso, mas deixou clara a mensagem. “Estamos mais próximos de vencer a crise e voltar uma das páginas mais negras da história da nossa pátria.” Mais: “2013 será o ano da inversão na actividade económica.” Ou ainda: “2013 será o ano da estabilização económica e preparação da recuperação.

Sem comentários: