sexta-feira, outubro 26, 2012

1984 já era...


«O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, admitiu que poderá autorizar as forças de segurança a utilizarem câmaras de filmar portáteis em futuras manifestações, sempre que haja informação policial que o justifique.» in Público

1984 já era. 2012 é o novo 1984. Fixem estas duas datas. Uma é simbólica, outra é real. Em 2012 já foram utlizadas gravações dos manifestantes, pelo que esta declaração do ministro é apenas um aviso bacoco. Uma mentira. Uma falsidade. Nada de novo para quem tenha acompanhado os filmes do DocLisboa dedicados aos movimentos sociais. A estratégia é antiga e passa por difundir imagens dos manifestantes a pôr em causa a «paz e harmonia» social. Uns malandros é o que eles (todos!) são. Tenho é pena, muita pena, que ao mesmo tempo, do outro lado do ecrã, não passem imagens dos banqueiros e analistas financeiros a pôr em causa a «paz e harmonia» económica. Mas isso já era bem mais difícil, já que não temos câmaras suficientes para filmar tantos crimes.


Sem comentários: