quarta-feira, janeiro 30, 2013

por vezes

sinto que o tempo passa. rasga. que não controlo. pode ser da idade. daquela coisa de que falam os livros, os filmes, os velhos dos tascos. por vezes temo. vacilo. não tenho certezas. é este o caminho, o rumo, o trabalho que quero? chamam-lhe dúvidas, perguntas ou inquietações. não gosto. não quero. não aguento,  uma vida a três tempos. entre o passado, presente e futuro, só quero o botão pause.

Sem comentários: