sexta-feira, fevereiro 01, 2013

e se o bom aluno morrer de cansaço?


As medidas do Governo de contenção da despesa no sector da saúde fizeram com que Portugal acabasse por cortar o dobro do que era exigido no memorando de entendimento com a troika, diz um relatório da OCDE.

Esta é uma das principais conclusões do relatório “Health Spending Growth at Zero – Which countries, which sectors are most affected?”, que acaba de ser publicado pela Organização para a Cooperação de Desenvolvimento Económico (OCDE) e que compara os cortes no sector da saúde em vários países. A OCDE ressalva que este relatório limita-se a analisar as tendências e não a discutir a eficácia das medidas ou o seu efeito no estado de saúde da população. O relatório refere que a Alemanha foi o único país da OCDE que não registou um abrandamento na taxa de despesa em saúde em 2010, em comparação com os anos anteriores.


é cortar, é cortar, é cortar. corta-se na despesa e perdem-se muitos dos avanços no sistema de saúde que foram conseguidos nas últimas décadas. abandonámos a base das tabelas de mortalidade infantil, de doenças coronárias, etc., mas até quando? tenho medo, tenho demasiado medo que o bom aluno acabe por morrer de cansaço. morrer só e sozinho, à espera da ambulância que não chega.

1 comentário:

buddy disse...

já dizia a minha avózinha que "o dinheiro não cai do céu". prefiro ser um "bom aluno" e passar fome, que ser um rico trapaceiro que não paga o que deve. (mas isto sou só eu)