domingo, novembro 02, 2014

II

a porta fecha com estrondo. a mãe ficou lá atrás aos berros, na entrada um vizinho que fuma enquanto o seu cão marca o jardim das crianças. o velho resmunga algo sobre o portão da quinta. nem olho. meto os auscultadores, baixo a cabeça, acelero o passo, rua acima e uma mensagem apenas: café daqui a cinco minutos, maria?

Sem comentários: